Retirada do Mastro de São Benedito

Frequentemente em conversas de bar com amigos falo que nós perdemos muito por não conhecermos nossa história e o local onde vivemos, ou ainda por não darmos valor às coisas simples que nos rodeiam.

No último domingo, dia 24, eu e @luisamollo fomos à Barra do Jucú para curtirmos o dia de aniversário dela e também para fotografarmos a Retirada do Mastro de São Benedito e pude provar o que citei ali em cima.

Para quem não conhece a Barra, faço uma merecida e breve descrição: é um pequeno e lindo balneário localizado em Vila Velha/ES e se destaca por suas belas praias, bons restaurantes e casas noturnas. É um local simples, sem badalação, é charmoso.. agradável.

Conta a história que em 1856 o navio Palermo naufragou perto de Nova Almeida/ES e os 25 escravos que nele estavam se salvaram ao agarrar em um mastro que continha a imagem de São Benedito. A partir daí, como forma de agradecimento pelo milagre, a comunidade de negros do Estado passou a fincar o mastro todos os anos. O santo é homenageado nas festas de cortada, retirada e fincada do mastro e acontece pelo menos em três municípios do Espírito Santo.

Participam da festa os homens que fazem a batucada que dá ritmo ao congo, que embala a multidão; as mulheres que dançam e carregam bandeiras com dizeres e imagens religiosas e a que carrega a imagem de São Benedito; a população que prestigia o evento… desde crianças até idosos.

É uma festa bonita, na qual podemos observar manifestações de fé, alegria e disposição física.

Eis algumas fotos:













Fontes: Acervo Público do ES

Tags:

Gostou? Compartilhe!

2 Comentários para “Retirada do Mastro de São Benedito”

  1. Luisa Mollo says:

    Mais uma vez, suas fotos estão lindas parabéns!
    Mas acho que, apesar de essa festa ter caráter religioso, a maioria estava lá pela farra, o que é normal, já que a música e as batucadas são contagiantes 🙂
    Foi ótimo ter ido!
    =*
    Lindo, todas as fotos estão muito boas, mas a minha preferida é a da meninha no tambor (tambor?).
    Parabéns!

  2. Grande Paulo

    Belas fotos da festa de São Benedito, gostei especialmente das PB.

    Os festejos de São Benedito e o congo são um dos principais icones da cultura capixaba. Infelizmente de uns tempos pra cá o congo anda muito intituzionalizado. Ja fotografo o congo na Barra tem um tempo consideravel e pude notar no decorrer dos anos que as atividades vem se tornando cada vez mais populares e o número de participantes aumenta a cada ano, porém, vem perdendo a sua principal característica e que justifica sua existência; a devoção.

    Cada ano que passa a manifestação vem virando uma espécie de “carnabenedito”. Já é comum pessoas alcoolizadas carregarem o mastro de São Benedito, coisa inaceitável para muitos há alguns anos atrás.

    Com isso os congueiros devotos do santo e guardiões dessa tradição estão perdendo a vontade festejar São Benedito. E a nova geração responsável pela perpetuação não reconhece sua importância e não tratam os festejos com a mesma seriedade das gerações passadas.

    Qunto a nossa cerveja de domingo, não sei se estarei na Barra esse fim de semana, estou em Juiz de Fora (MG) fotografando e devo voltar no domingo a tarde. Mais se chegar a tempo a gente toma um cerva com certeza.

    Abraço

Deixe um comentário