Fracassou? Viveu!

Recordo-me e agradeço a Deus por olhar para trás e ver que em todas as empresas que trabalhei fui contratado para um cargo e fui embora depois de alcançar cargos melhores. Houve destaque, suor, dedicação, reconhecimento (em algumas ocasiões) e crescimento. Mas, não houve realização plena.
Não houve aquela oportunidade de bater no peito e cruzar as mãos atrás da cabeça e dizer: “Putz grilas! Puxa vida, encontrei a veia! É isso que eu quero!”.

Ainda não cruzei as mãos atrás da cabeça… digamos que estão cruzadas em cima da barriga (que está crescendo, inclusive). É muito difícil saber o que queremos da vida, mas é muito mais fácil identificar o que não queremos. Claro que há diferença de opiniões e atitudes, para uns basta estar empregado enquanto para outros é necessário o trabalho estar ligado a realização.

O que vou ser quando crescer?

Para uns isso não importa, basta crescer, basta viver, basta estar empregado em qualquer lugar e exercer qualquer função ou estar ganhando bem, não importa fazendo o quê. Não me enquadro nesse quadro. No famoso filme “Filtro Solar” há uma expressão:

“Não tenha sentimento de culpa se não sabe muito bem o que quer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não tinham, aos 22 anos, nenhuma idéia do que fariam na vida.
Algumas das pessoas interessantes de 40 anos que conheço ainda não sabem.”

Só não quero chegar aos 40 sem saber… rs

Há outra que diz que “Todas as nossas escolhas têm 50% de chance de dar certo. Como as escolhas de todos os demais”. Se eu escolher apenas crescer, pode dar certo ou não. Mas, não é esta a escolha que fiz pra mim.

Sou mais para Fernão Capelo Gaivota, “que decide que voar não deve ser apenas uma forma para a ave se movimentar”. Voar eu quero, mas ainda não está tão claro para aonde.. algumas direções agora estão mais claras.. algumas opções atualmente estão à vista 😉

Recebi há poucos dias um vídeo de um amigo que fala sobre perseverança. Não pesquisei as fontes, apenas extraí o que de bom nele há.

Dele transcrevo a expressão “Quem nunca fracassou nunca viveu“.

Eis o vídeo:

Tags: , ,

Gostou? Compartilhe!

4 Comentários para “Fracassou? Viveu!”

  1. Maciel says:

    Valeu pela publicação meu amigo….
    É certo que o fracasso nos norteia e está a espreita, assim, há pessoa que diante dele choram e lamentam, outras, erguem suas cabeças, começam tudo novamente e sorriem. Esses sim vivem…

    Um grande agraço…

  2. Nogarol says:

    Grande Ciel!!

    Eu que agradeço o envio do vídeo.. não costumo assistir vídeos ou apresentações. Mas, vindo de você sei que a fonte é segura!

    Obrigado pela visita e abração!

  3. Mila says:

    Errar e “fracassar” é uma oportunidade para crescer, se for bem aproveitada. O que não podemos fazer é “deixar de tentar”….

  4. Nogarol says:

    Justamente, Mila! 🙂 É juntar as forças e recursos e partir para a “tentação” rs… Bjos!

Deixe um comentário