Você e a mídia social

Quem não ouviu o termo “Mídia Social”? Quem não ouviu falar de Twitter, Facebook, Orkut, Youtube, MySpace, (coloque aqui o seu exemplo)? Quem que navega na Internet e não tem uma conta ou visita pelo menos um desses exemplos?

Músicas, vídeos, fotos, textos, poemas, livros… há uma infinidade de itens que podem ser veiculados na mídia social.

Mídia social?!

Segundo a Wikipedia, “Mídias Sociais” é um conceito que existe antes da Internet e das ferramentas tecnológicas, mas é claro que ele não tinha esse nome. Tal conceito é formado pela “produção de conteúdos de forma descentralizada e sem o controle editorial de grandes grupos, ou seja, significa a produção de muitos para muitos”.

As ferramentas de mídias sociais são sistemas online criados para que haja relacionamento social a partir do compartilhamento e formação conjunta de informação em vários formatos. O Twitter, Facebook, Orkut e outros compõem o catálogo de ferramentas disponiveis.

Ah, e eu com isso?

Você é um fotógrafo e cobriu um casamento perfeito, a noiva gostou muito, o trabalho saiu como você e o casal desejou. Se fosse há algum tempo ela divulgaria as fotos para o círculo social dela, para as suas amigas, para as pessoas que lhe visitassem e ela oferecesse seu álbum de casamento para verem enquanto aguardasse o cafezinho.

Hoje ela pode montar um álbum no Facebook e deixar o álbum lá, lindo para ser visto, e aumentando exponencialmente a oportunidade de uma noiva passar por lá e perguntar quem fez o trabalho e ela então lhe recomendar. Você pode ainda colocar o seu trabalho no seu blog, aumentando ainda mais as oportunidades.

Tenho um amigo com talento incrível para desenho. Manoel Ricardo, ilustrador e ruivo, ele publica semanalmente em seu blog um diário de produção de uma história em quadrinhos que possui roteiro de seu professor universitário. Ele divulga a atualização de seu blog no Twitter e neste exato momento ele possui 115 seguidores, são 115 pessoas sabendo que ele tem novidades pra mostrar e, supondo que cada um deles tenha apenas 10 seguidores, se eles derem um RT no post do Manel mais 1150 pessoas podem ver o trabalho do meu amigo ilustrador. Quanto tempo ele demoraria para divulgar o trabalho dele para essa quantidade de pessoas e ao mesmo tempo se não fosse com o Twitter?

Não uso, é besteira.

Algumas pessoas colocam empecilhos na utilização da mídia social com as seguintes alegações:

1 – Eu vou ocupar muito tempo em frente ao computador;
2 – É muito difícil ser percebido diante de tanta coisa que tem por lá;
3 – Poucas pessoas com quem interajo são potenciais clientes;
4 – Não existe método comprovado de sucesso;
5 – Mensurar a efetividade da coisa pode ser difícil.

Para cada uma delas há uma contra-argumentação:

1 – Você não precisa interromper seu dia. Você pode utilizar seu celular para manter-se à mostra, para mostra que estar vivo na mídia social enquanto está em alguma fila, por exemplo. Sem falar no notebook;
2 – O que é bom se destaca, assim como é feito pelo marketing tradicional;
3 – Você pode ter muito mais audiência por menos dinheiro que jamais teve antes;
4 – Existem muitas oportunidades para fazer seu nome através da inovação;
5 – A percepção de sua marca, de seu produto tem um valor real, ainda que seja difícil quantificar.

Confusão

Algumas pessoas confundem as mídias sociais com salas de bate-papo ou com rodas de amigos em um bar virtual, talvez. E, ao mesmo tempo em que tentam divulgar seu produto, seu trabalho, conseguem sujar sua marca, conseguem se tornar cansativos e sem sabor perante quem os acompanha.

No Twitter, tentam mostrar sua marca, seu nome, o nome de sua empresa até, ao mesmo tempo em que postam novidades do BBB, que avisam que suas mães fizeram uma macarronada deliciosa, que falam mal de seu chefe líder, que ficam narrando o jogo de futebol que estão assistindo ou que simplesmente não se seguram e xingam à vontade para todos verem.

Questão de bom senso. As ferramentas estão aí para ser usadas, se não dão o efeito esperado talvez seja porque estão sendo manuseadas de forma errada.

Fonte: Black Star Rising

Tags: ,

Gostou? Compartilhe!

5 Comentários para “Você e a mídia social”

  1. Concordo com você em quase tudo =)

    Acho que mesmo que seu twitter seja para divulgar sua marca, é importante interagir com seus seguidores falando de assuntos além daquilo que te interessa.

    Lógico, manter a ética é muito importante. Denegrir pessoas e empresas, nem pensar.

    Já vi muita empresa e pessoas que querem se auto-promover metendo os pés pelas mãos e não conseguindo atingir o objetivo simplesmente pelo fato de não interagir e só ficar focado em divulgar, divulgar, divulgar.

    Um exemplo disso era uma pessoa que eu seguia no twitter. Ele havia colocado plugins para postar automaticamente no twitter quando tinha post novo dele no blog e no olhares. A timeline dele só dizia isso: post novo no olhares – link – post novo no blog – link.

    Resultado: unfollow.

    Importante é ter bom senso e não se tornar cansativo.

    Abraço

  2. Nogarol says:

    Sim, interação, até porque isso faz parte do conceito de mídia social. 😉

    Mas, se eu coloco: “Sentado na cama comendo pipoca”; “p***a esse time não ai virar o jogo não?”; “hoje vou matar meu chefe” e coisas do tipo não é interação. Pode ser desabafo ou qualquer outra coisa, mas não é interação.

    Interação envolve outra pessoa além do emissor da mensagem. Os exemplos que citei são muito diferentes de: “Atendimento no supermercado X é horrível, não recomendo”; “Parabéns a fulana, ela será mamãe”; “No bar X com @uelitonsantos tomando uma gelada” e por ae vai.

    Utilidade é bem diferente de Futilidade.

    Abração man!

  3. Mila says:

    Apesar da interação fazer parte do conceito de mídia social, às vezes as pessoas querem escrever sobre “qualquer assunto”. Isso depende do momento…nem sempre queremos interagir, muitas vezes queremos tb “desabafar”, falar sobre futebol ou sobre um filme que vimos…hehe…
    Concordo que essas ferramentas são muito úteis para quem deseja divulgar um trabalho, produto, etc. Cada um utiliza da forma que achar mais agradável…Bjs

  4. Nogarol says:

    Sim, Miloca.. cada um utiliza da forma que achar mais agradável (o que na verdade também vale para qualquer outra coisa na vida, não só virtual). Mas, algumas pessoas esquecem ou não se importam com o impacto negativo que isso pode lhes causar.

    Quer falar sobre futebol? Tranquilo, fala, comemora ou lamenta. Agora é chato demais o cara ficar comentando cada passe, cada lance, numa demonstração bizarra de fanatismo.

    Sobre filme, não vejo nada demais e acho até bacana falar sobre um que vimos, afinal de contas isso pode ajudar outros que estão em dúvida sobre ver o não o mesmo filme, por exemplo.

    No fim, como sempre, valerá o bom senso. Coisa que falta em muita gente.

    Beijão!

Deixe um comentário